Maratona 20 dias: dominando o eSocial em SST. Inscrição gratuita aqui!

Nova revisão na NR-17

As reuniões feitas pela CTPP – Comissão Tripartite Paritária Permanente realizadas nos dias 29 e 30 (Junho) de 2021, decidiram importantes revisões na NR-17 (Ergonomia) e sua interação com o novo PGR – Programa de Gerenciamento de Riscos da nova NR-1.

Em Fevereiro a Março de 2020 houve uma discussão sobre a nova NR-17, onde a maior parte foi aprovada; e agora no dia 30/06/2021 essas questões foram resolvidas e finalmente aprovadas pela CTPP.

Segundo o CTPP, o objetivo da NR-17, é o de estabelecer as diretrizes e requisitos que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente no trabalho; principalmente harmonizar com o GRO da Nova NR-1; e deve rever as seguintes Condições de Trabalho:

  • Organização do Trabalho;
  • Levantamento, transporte e descarga individual de cargas;
  • Mobiliário dos Postos de Trabalho;
  • Trabalho com máquinas, equipamentos e ferramentas manuais;
  • Condições de conforto no ambiente de trabalho.

Hamonia entre a NR-17 e GRO

A NR-17 deve estar harmonizada com o novo GRO (Gerenciamento de Riscos Ocupacionais), da nova NR-1. Consequentemente, deve estar integrada ao PGR, que é o documento que concretiza o GRO. O PGR possui como documentos base o inventário de riscos e o plano de ação; bem como seus complementos.

As avaliações das situações ergonômicas devem ser avaliadas através de uma Avaliação Ergonômica Preliminar (AEP) e uma Análise Ergonômica do Trabalho (AET). A AEP deve subsidiar a implementação das medidas de prevenção e adequações necessárias previstas na NR-17. A Avaliação Ergonômica Preliminar pode ser realizada por meio de abordagens qualitativas, semi-qualitativas, quantitativas ou combinações.

Contate-nos e saiba mais.

Consulte aqui no Site no menu Serviços > Ergonomia e conheça mais nossos Serviços.

Nova revisão na NR-17: ERGONOMIA NO PGR

O que é e quais objetivos do eSocial?

No mundo Contábil e de SST em geral, a palavra que mais se fala de momento é “eSOCIAL”… mas você sabe exatamente o q é?

Quais vantagens o eSocial traz?

São tantas mudanças que com certeza iremos ter alguma vantagem…. a seguir saiba o que esperar de bom:

Qual é meu Prazo?

Qual meu Prazo para o eSocial? Publicada a Portaria Conjunta SEPRT/RFB/ME nº 71/2021 atualiza o Cronograma de Obrigatoriedade.

O que é preciso fazer para preparar sua empresa para esta mudança?

Para se preparar para o eSocial, a empresa deve contar com ferramentas de planejamento e estratégias que sejam compatíveis com o programa.

Agora é a hora da A-Ç-Ã-O!

A adequação dos processos das empresas e a implantação do eSocial trazem inúmeros benefícios para o governo, as organizações e seus funcionários.

Deste universo SST, nós entendemos!

Finalmente, a área de Saúde e Segurança do Trabalho presenciará em 2021, a entrada de seus eventos no eSocial, após anos de prorrogações…

Até aqui você já tem uma grande noção do que esperar do eSocial, mas…

Esta versão mais recente da Versão Simplificada do eSocial trouxe algumas mudanças significativas nos Eventos relacionados à área de SST.

Quem é responsável por enviar os dados?

O empregador é o responsável por definir este critério, porém a permissão adequada é que o envio seja feito por sua Clínica de Medicina e Segurança do Trabalho

ASO Avulso? Exames? GR 1 e 2 sem PCMSO?

A Saúde Ocupacional é um ramo da Medicina, e um setor obrigatório dentro das empresas, independentemente do porte (pequeno, médio ou grande).

PPRA ou PGR? Documentos Obrigatórios de SST!

A documentação é essencial e serve como prova de que os empregadores agem em conformidade com os direitos dos trabalhadores.

Qual impacto o eSocial causará?

Nas empresas os impactos do eSocial foi diversificado. A ferramenta eletrônica promoveu uma corrida nas organizações para se adaptarem a essa nova realidade.

As possíveis multas do eSocial SST

O eSocial é uma obrigatoriedade, e as empresas de todos portes deverão se adequar. Além das multas, as penalidades poderão aumentar os custos das empresas.